Você está em:

Por que as mulheres sentem mais frio no ar-condicionado?


Não se pode generalizar, mas o senso comum diz que as mulheres sentem mais frio no ar-condicionado em comparação com os homens. Essa diferença ganha mais repercusão nos ambientes de trabalho no verão e há brigas constantes quanto a escolha da temperatura do equipamento.

Mas será que as mulheres sentem mais frio mesmo ou é apenas uma grande coincidência entre elas? A ciência diz que elas sentem mais frio sim e já tem algumas hipóteses para explicar isso.

Fato: mulheres tendem a sentir mais frio

Na realidade não se trata apenas de sexo, mas de metabolismo - que é o responsável pela produção de energia em nosso corpo, inclusive calor. Em média as mulheres têm uma taxa metabólica (taxa mínima de energia gasta quando estamos em repouso) menor.

Um determinante da taxa metabólica em repouso é a quantidade de massa magra. Os homens, em geral, possuem mais massa magra (músculos) do que as mulheres. Logo, elas produzem menos calor e sentem mais frio. Claro que isso não é regra, as pessoas têm metabolismos diferentes e pode acontecer de algumas mulheres sentirem mais calor do que os homens e vice-versa.

Os hormônios também podem ser responsáveis por essa diferença. Homens possuem muito mais testosterona, um hormônio que produz e retém mais calor. Porém, mulheres que sofrem de alterações hormonais também podem sentir muito calor, como na época de menopausa. Além disso, a maior quantidade de pelos no corpo dos homens é outra hipótese do porquê eles serem mais encalorados.  

Existe ainda outro motivo para que elas sintam mais frio no ar-condicionado: o vestuário. No verão as mulheres conseguem usar roupas mais leves, enquanto que muitos homens trabalham de calça, camisa e sapatos fechados.

Temperatura ideal para homens e mulheres

Afinal, qual é a temperatura ideal do ar-condicionado para agradar ambos os sexos? Antes de chegar a uma conclusão, é importante saber que a temperatura considerada ideal nos ambientes de trabalho hoje, de 22oC a 23oC, foi criada com fórmulas de décadas atrás, baseada na taxa metabólica dos homens, que representavam a maioria da força de trabalho.

Hoje em dia calcula-se que a temperatura ideal de homens e mulheres deve variar em pelo menos 2oC, por isso há tanta discussão sobre o uso do ar-condicionado.

O importante nesses casos é chegar em um consenso para beneficiar a todos, já que sentir calor ou frio excessivo não nos deixa confortáveis e pode atrapalhar o rendimento do trabalhador.

Gostou dessa curiosidade? Então curta o post clicando no botão “Curtir” logo abaixo. Aproveite e divulgue com seus conhecidos no Facebook. Até mais!